Recomeçar


Como é que você reage às quedas que sofre na vida?

Como é que você administra os fracassos?

Não há receitas mágicas que nos façam vencer os obstáculos. Mas ouso dizer que há um jeito interessante de olhar para as quedas que sofremos.

Psicanálise 02É só não permitir que elas sejam definitivas. É só não perder de vista a primavera que o outono prepara.

Administre bem os problemas que você tem, não permita que o contrário aconteça.
Se você não administrá-los, eles administrarão você.

Deus lhe quer vencedor, a vitória já está preparada feito o presente que está embrulhado
e que precisa ser aberto. Não perca tempo!

Já começou a vencer aquele que se levantou para recomeçar o caminho…

Padre Fábio de Melo 

Anúncios

Trem bala


Hoje é Tempo de Ser Feliz!

A vida é fruto da decisão de cada momento. Talvez seja por isso, que a idéia de plantio seja tão reveladora sobre a arte de viver.

Viver é plantar. É atitude de constante semeadura, de deixar cair na terra de nossa existência as mais diversas formas de sementes.

Cada escolha, por menor que seja, é uma forma de semente que lançamos sobre o canteiro que somos. Um dia, tudo o que agora silenciosamente plantamos, ou deixamos plantar em nós, será plantação que poderá ser vista de longe…

Para cada dia, o seu empenho. A sabedoria bíblica nos confirma isso, quando nos diz que “debaixo do céu há um tempo para cada coisa!”

ANDANDO NA RUAHoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado. As escolhas que você procura, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você ama, tudo será determinante para a colheita futura.

Felicidade talvez seja isso: alegria de recolher da terra que somos, frutos que sejam agradáveis aos olhos!

Infelicidade, talvez seja o contrário.

O que não podemos perder de vista é que a vida não é real fora do cultivo. Sempre é tempo de lançar sementes… Sempre é tempo de recolher frutos. Tudo ao mesmo tempo. Sementes de ontem, frutos de hoje, Sementes de hoje, frutos de amanhã!

Por isso, não perca de vista o que você anda escolhendo para deixar cair na sua terra. Cuidado com os semeadores que não lhe amam. Eles têm o poder de estragar o resultado de muitas coisas.

Cuidado com os semeadores que você não conhece. Há muita maldade escondida em sorrisos sedutores…

Cuidado com aqueles que deixam cair qualquer coisa sobre você, afinal, você merece muito mais que qualquer coisa.

Cuidado com os amores passageiros… eles costumam deixar marcas dolorosas que não passam…

Cuidado com os invasores do seu corpo… eles não costumam voltar para ajudar a consertar a desordem…

Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar… eles costumam lhe fazer esquecer que você vale à pena…

Cuidado com as palavras mentirosas que esparramam por aí… elas costumam estragar o nosso referencial da verdade…

Cuidado com as vozes que insistem em lhe recordar os seus defeitos… elas costumam prejudicar a sua visão sobre si mesmo.

Não tenha medo de se olhar no espelho. É nessa cara safada que você tem, que Deus resolveu expressar mais uma vez, o amor que Ele tem pelo mundo.

Não desanime de você, ainda que a colheita de hoje não seja muito feliz.

Não coloque um ponto final nas suas esperanças. Ainda há muito o que fazer, ainda há muito o que plantar, e o que amar nessa vida.

Ao invés de ficar parado no que você fez de errado, olhe para frente, e veja o que ainda pode ser feito…

A vida ainda não terminou. E já dizia o poeta “que os sonhos não envelhecem…”

Vai em frente. Sorriso no rosto e firmeza nas decisões.

Deus resolveu reformar o mundo, e escolheu o seu coração para iniciar a reforma.

Isso prova que Ele ainda acredita em você. E se Ele ainda acredita, quem sou eu para duvidar… (?)

Padre Fábio de Melo

Não se diminua para caber no mundo de alguém


Não se diminua para caber no mundo de alguém! Isto não é falta de humildade, é amor próprio. Não tente se encaixar onde não há espaço pra você e deixe de tentar se modificar tanto para servir aos gostos de outros. Não gaste dinheiro à toa tentando agradar quem nunca te deu nada em troca. E isso não precisa ser de valor comercial, sentimental também conta e muito.

Não se iluda com as aparências – você pode estar fantasiando coisas onde na verdade só existe interesse e oportunismo. Não deixe suas carências dominarem seu senso de respeito. Ame-se, queira-se bem e não permita sofrer por algo que não existe.

Você pode gostar e não ser recíproco, mas não gaste aquilo que é importante pra você com alguém que não faria nem a metade do que você faz – não troque seu tempo, seu dinheiro, seus amigos, sua vida por alguém que não te tem como prioridade.

Perceba se nessa relação você também é valorizado(a) – não por bajulações, mas de verdade. Se for você sempre a proponente dos encontros talvez seja o momento de parar e sentir a maré… Sinta a maré… perceba o momento de dialogar sobre algo que não esteja fazendo bem ao casal, ou que esteja. Nem sempre damos o valor necessário as coisas.

Seja aceito(a) por quem você é. Não perca sua essência buscando outras verdades que não ressoam com seu ser.

Se ele(a) não está te correspondendo a altura, talvez seja o momento de se levantar, juntar as suas coisas e partir. Sem medo. Sem melindre. O fim de um relacionamento que na verdade nunca existiu é um ganho e não uma perda. Desapegue-se!

Sua intuição será sempre sua guia. Se tem algo que te incomoda e que você percebeu que não te faz bem, não insista! Não ache que tudo vai melhorar, geralmente não é isso que ocorre. Ouça a sua consciência. Ela sabe o que diz. Aprenda a escutá-la.

Da Redação / Do Portal Resiliência Humana
Também disponível aqui